Mitos e verdades: alimentação para hipertrofia
Mitos e verdades alimentação para hipertrofia

Na busca pelo melhor corpo – definido, tonificado e com maior massa muscular – as pessoas montam uma dieta para hipertrofia. Até aí, nenhum problema – a questão começa quando você se baseia em mitos na alimentação para a hipertrofia.

Quando as informações que lhe guiam não são verdadeiras, a sua dieta para ganho de massa muscular corre o risco de não funcionar. Com isso, você perde o seu tempo, se frustra e até diminui o ânimo para alcançar a hipertrofia muscular.

Porém, não se preocupe, pois viemos lhe mostrar os mitos da hipertrofia e, consequentemente, as suas verdades!

Alimentação para hipertrofia: quais são os maiores mitos na rotina de alimentação?

“A pior consequência da falha na tentativa de conseguir a hipertrofia muscular é a frustração em tentar de novo.”

A hipertrofia muscular se trata de um processo que ocorre no seu corpo a partir do crescimento das células musculares. Ao realizar exercícios físicos intensos, as suas fibras musculares se rompem.

Com isso, você gera o estímulo para que o organismo reconstrua fibras maiores e mais fortes, capazes de suportar o peso mais elevado. Basicamente, o seu corpo realiza um processo de adaptação.

Para esse processo ocorrer, apenas o treino de hipertrofia não basta – é necessário compor uma alimentação saudável com:

  • Frutas;
  • Verduras;
  • Legumes;
  • Carnes;
  • Ovos;
  • Castanhas;
  • Etc.

O grande problema é que há muitos mitos da hipertrofia referentes à rotina de alimentação. Veja agora quais são as informações enganosas!

“A balança avalia a massa muscular”

Errado. A balança é capaz de medir apenas o peso corporal total. O que pode medir os percentuais de gordura e de massa magra é a balança de bioimpedância. Dessa forma, quem busca hipertrofiar, precisa desse tipo específico e não da tradicional.

“É necessário eliminar os carboidratos para a hipertrofia”

Outro mito da hipertrofia. Mesmo que as proteínas sejam as maiores aliadas no ganho de massa muscular, os carboidratos não são dispensáveis, principalmente se falamos dos carboidratos complexos.

Os carboidratos complexos promovem uma digestão e absorção mais lenta da glicose, o que permite utilizar dela como fonte de energia por longos períodos. Dessa forma, essa glicose não é convertida em excesso de gordura.

“Não tem como ter ganho de massa sendo vegetariano”

Outra mentira, pois as proteínas podem ser encontradas também em alimentos de origem vegetal. Inclusive, as proteínas vegetais são o suficiente para o ganho de massa magra, enquanto trazem outros benefícios.

Porém, não esqueça da variedade alimentar na sua dieta para hipertrofia. Monte um cardápio equilibrado com leguminosas, grãos integrais, oleaginosas, sementes, verduras, etc.

“Só me alimentar e treinar bem é o suficiente”

Apesar da importância da dieta para a hipertrofia, e dos treinos também, apenas eles não são o suficiente. É necessário também beber a quantidade recomendada de água, assim como dormir pelo menos 7-8 horas por dia.

“Dieta low carb é a melhor opção para ganhar massa muscular”

Como dito antes, os carboidratos também são importantes para o aumento do volume de massa muscular. Quando há menos carboidratos presentes, o corpo acaba utilizando a proteína como principal fonte de energia, o que é péssimo pra hipertrofia.

Por isso, monte uma dieta para ganhar massa muscular que tenha todos os nutrientes importantes.

“Suplementos são o suficiente para aumentar a massa magra”

Mais um mito. Nenhum suplemento realiza o trabalho sozinho – ele é, na verdade, um auxílio para a alimentação principal. Quando recomendado por um profissional, o suplemento deve ser utilizado de forma controlada para favorecer o aumento da massa.

Alimentação para hipertrofia: quais são as maiores verdades na rotina de alimentação?

Não só de mentiras são feitas as informações sobre a dieta para ganhar massa muscular. Há também muita verdade sendo espalhada e você precisa conhecer mais dela para ter um melhor guia no seu treino para hipertrofia!

“A testosterona interfere na hipertrofia muscular”

Sim, o hormônio masculino é uma grande ajuda para a hipertrofia, principalmente se a sua atuação for potencializada pela:

  • Melhor qualidade de sono;
  • Menos estresse diário;
  • Prática de atividades físicas;
  • Diminuição do uso de álcool e dos contraceptivos.

“O momento em que usa a suplementação é importante”

Mais uma verdade. A suplementação é mais recomendada logo após os treinos, pois potencializa os efeitos deles e agiliza a recuperação muscular. Se consumir duas horas depois, já não vai ter os mesmos resultados.

“Se você ganha massa, emagrece mais rápido”

Sim, pois quando você aumenta a massa magra, acelera o metabolismo. Com isso, a massa magra substitui a gordura e favorece o emagrecimento do corpo.

“Para ter sucesso na hipertrofia, deve controlar o cortisol”

O cortisol é o hormônio do estresse que, quando em descontrole, causa o desequilíbrio na alimentação. Como consequência, pode reduzir os músculos (se estiver presente em excesso) ou causar dores musculares (se estiver em baixa).

Conclusão

Como viu nesse artigo, há muitos mitos e verdades que cercam a alimentação de quem busca a hipertrofia. Para ter sucesso nesse objetivo, você precisa quebrar os mitos e acompanhar o que está sendo dito por profissionais como verdadeiro.

Inclusive, a alimentação para hipertrofia depende das indicações de um profissional. Agende a sua consulta agora para conseguir uma dieta coerente e verdadeira com o seu objetivo!

Fale comigo pelo Whatsapp!