O que fazer quando se sente fome toda hora?
O que fazer quando se sente fome toda hora

Sentir fome toda hora já foi encarado como um dos pecados capitais, a gula. Hoje em dia, é reconhecido como um problema causado por fatores hormonais, nutricionais e até mesmo emocionais, pois a fome é uma sensação fisiológica.

Quando há fome, significa que o organismo precisa de energia e nutrientes e que o estômago liberou o hormônio grelina, que age diretamente no cérebro. Porém, se há uma sensação de fome constante, isso é um sinal de problema sério.

Por isso, prossiga com a leitura do artigo e aproveite para saber como parar de sentir fome toda hora!

Fome toda hora: quais são as razões para o aumento da fome quando já está alimentado?

“Sentir fome é normal. Sentir fome toda hora não é.”

A fome se trata da sensação fisiológica produzida pelo organismo para avisar você que precisa de energia e nutrientes. Esse aviso vem através do estômago, que libera o hormônio grelina para agir diretamente no cérebro e ativar a sensação de fome.

Até aí tudo bem, o problema é que você pode começar a sentir uma sensação de fome constante, que é o sinal de algo mais sério. Essa fome excessiva ocorre o tempo todo, mesmo após refeições completas.

Qual é a causa desse problema? Bem, há mais de um motivo e vamos abordar todos eles!

A composição do seu prato

O primeiro motivo para a fome excessiva pode muito bem ser a ausência de alimentos ricos em fibras no seu cardápio. A fibra é um tipo de carboidrato que demora um tempo para ser digerido, o que gera uma sensação de saciedade mais longa.

A proteína age nos hormônios que criam essa sensação, como o glucagon e a colecistocinina. Dessa forma, se você não consome as fibras em quantidade suficiente, o aumento da fome é uma ação frequente.

Falta de água

Outra causa simples para a fome constante é a falta de água no organismo, pois isso pode ser confundido com a sensação de fome. Se você bebe muita água, acaba diminuindo bastante a vontade de comer.

Excesso de açúcar e farinha

Farinha branca, açúcar e outros alimentos ricos em carboidratos refinados são inimigos da saciedade. Eles são rapidamente processados pelo organismo, sendo o completo oposto das fibras.

Além disso, esses alimentos promovem picos de glicemia, o açúcar no sangue, o que faz com que o corpo libere insulina para baixar o açúcar. Com a glicemia abaixada, a fome reaparece mais uma vez.

Maus hábitos

A sensação de fome constante também é o resultado de um conjunto de maus hábitos, como:

  • Comer rápido demais;
  • Comer na frente da televisão, sem prestar atenção na refeição;
  • Não comer todas as refeições.

Essas pequenas ações, e muitas outras, se acumulam e acabam gerando a fome constante.

Estresse e noites mal dormidas

O estresse também é um fator comportamental para a fome excessiva, já que estimula a produção do hormônio cortisol, que promove a fome. Com isso, é mais difícil de obter a sensação de saciedade.

O mesmo ocorre quando dorme mal: o sono está conectado com a produção do hormônio grelina, que ativa a sensação de fome. Se você dorme mal, acaba aumentando os níveis de grelina no corpo.

Muito exercício, pouca comida

É bastante óbvio que se você não elaborar um cardápio adequado para a prática de exercícios, vai sentir fome constantemente. Por isso que deve produzir algo que atenda a critérios como:

  • Quantidade de esportes que pratica;
  • Seu peso;
  • Altura;
  • Estilo de vida;
  • Etc.

Outros critérios poderão ser adotados pelo nutricionista para a construção do cardápio!

Fome excessiva pela ansiedade

A fome excessiva pela ansiedade é o resultado de outra causa aqui citada. Quando você possui o Transtorno de Ansiedade Generalizada, se torna mais fácil de ter momentos de estresse e noites mal dormidas.

Com isso, a fome excessiva pela ansiedade ocorre através do aumento dos níveis de cortisol e de grelina. Dessa maneira, é normal a fome em excesso!

Condições de saúde

Diferentes condições de saúde podem conduzir a um estado de fome constante, sendo as principais:

  • Resistência à leptina, que é o hormônio da saciedade;
  • Diabetes, pois a glicose não alcança as células do organismo, o que provoca uma frequente vontade de comer e de urinar;
  • Hipoglicemia, onde há o baixo teor de açúcar no sangue;
  • Problemas de tireoide, que pode ser hipotireoidismo e hipertireoidismo.

Além de doenças, o uso de certos medicamentos pode aumentar a fome, como é o caso dos anti-histamínicos, antidepressivos, antipsicóticos e remédios para diabetes.

Como parar de sentir fome toda hora?

Algumas estratégias de como parar de sentir fome toda hora são bastante simples de aplicar. As principais dicas são:

  • Evite os alimentos ricos em açúcares, pois aumentam rapidamente o nível de açúcar no sangue e depois diminuem, causando fome. Ex: bolos, sorvetes, balas e biscoitos;
  • Aumente os alimentos ricos em fibras, pois estes aumentam a sensação de saciedade. Ex: farelo de aveia, verduras, legumes, frutas com casca e bagaço, sementes, etc;
  • Consuma mais gorduras boas, pois as gorduras boas mantém a saciedade por mais tempo. Ex: azeite de oliva extravirgem, nozes, castanhas, amêndoas, amendoim, linhaça, peixes gordos, etc;
  • Coma mais alimentos ricos em proteínas, como ovos, peixes, carnes, queijos e frangos;
  • Pratique mais atividade física, pois ela libera endorfina no cérebro, o que cria uma sensação de bem-estar importante contra a fome.

Conclusão

Caso os sintomas da fome excessiva persistam, você deve buscar pela consulta com um endocrinologista. Ele vai avaliar possíveis alterações hormonais ou a presença de uma doença que está promovendo a fome.

Porém, na maior parte dos casos, o problema de fome toda hora é uma questão de nutrição. Agende a sua consulta agora e veja a diferença que faz na sua fome um cardápio bem montado por um nutricionista!

Fale comigo pelo Whatsapp!